Atividades de Fim de Semana

Maloca, um abrigo para brincar;
Maloca, um lar para sambar
Oficina
Crianças e Famílias
3ª a 6ª/ 10h-18h, 2h
educativo@casadaarquitectura.pt
Nave Expositiva / Infinito Vão
8 – 16 participantes
6 €

 

A palavra «maloca», popularizada pelo cantor e compositor Adoniram
Barbosa com a música «Maloca querida», significa uma moradia
simples, um lar ou um abrigo. Inspirada na instalação «Tropicália»
(1967) do artista brasileiro Hélio Oiticica, ao som do samba, da floresta
amazónica e rodeados de imagens de um jardim brasileiro, com materiais
simples e coloridos, vamos construir a nossa maloca. No final criaremos
um circuito labiríntico como em «Tropicália», que será o resultado de
todas as intervenções individuais.

Conceção e orientação: Beatriz Takahashi e Rita Galante

 

Os Arqui-detetives. À descoberta da Casa. 
Visita-jogo
Crianças entre os 7 e os 11
3ª a 6ª/ 10h-18h, 1h30
educativo@casadaarquitectura.pt
Espaço Caleidoscópio / CA
8 – 16 participantes
4 € (Inclui bilhete de entrada)

 

Nesta oficina, por meio de enigmas e desafios e vestindo a pele de um
grupo de detetives, vamos descobrir o que a Casa da Arquitectura nos
oferece: o que se esconde no arquivo, que árvores encontramos na sala
sem telhado, de que material é feito o chão, para que servem as
colunas metálicas que se repetem na nave principal? Através de
observação atenta, desenhos e outras construções e acompanhados por
alguns instrumentos do arquiteto e do detetive, vamos responder a estas e
mais questões.

 

Conceção e orientação: Gonçalo Ramos, Inês Vedes, Rita Galante

 

O caminho entre casas
Leitura Encenada-Oficina
Crianças entre os 4 e os 7
3ª a 6ª/ 10h-18h, 1h30
educativo@casadaarquitectura.pt
Espaço Caleidoscópio / CA
8 – 16 participantes
4 €

 

A partir da leitura encenada «O caminho entre casas» vamos pensar
sobre as casas que nos rodeiam. À medida que passamos por elas,
podemos imaginar como foram construídas, quem as habita, que
dimensão têm, são acolhedoras, têm jardim, são futuristas? Nessa
caminhada da imaginação vamos aproveitar para explorar o que vemos,
o que sentimos, o que cheiramos, o que ouvimos, enquanto nos
deslocamos de uma casa para outra. Em seguida, na oficina, desenhamos
o mapa da viagem que acabámos de fazer.

 

Conceção e Mediação: Mafalda Dias

 

À procura do Gesto da Arquitetura
Visita-Oficina
Crianças e Famílias 3ª a 6ª
10h-18h, 1h30
educativo@casadaarquitectura.pt
Nave Expositiva / Infinito Vão
8 – 16 participantes
4€ (Inclui bilhete de entrada)

 

Com a ajuda da tecnologia que todos os dias nos acompanha, faremos uma
visita na qual os participantes vão documentando, através da captação
de vídeo ou de som, diferentes formas de ver e sentir a arquitetura.
Dessa recolha partiremos para uma nova descoberta, como materializar
a arquitetura através do gesto? Dancemos a arquitetura. A arquitetura
dança?

 

Conceção e orientação: Ana Mafalda Pereira

 

Ecocidades imaginadas
Oficina
Crianças entre os 7 e os 12
3ª a 6ª / 10h-18h, 1h
educativo@casadaarquitectura.pt
Espaço Caleidoscópio / CA
8 – 16 participantes
4 €

 

Sabemos que uma cidade é composta por espaços, edifícios e elementos
urbanísticos muito variados: prédios, casas, museus, escolas, hospitais,
lojas, ruas, praças, jardins, passeios, estradas, caminhos. Qual será a
diferença entre uma cidade e uma ecocidade? A ecocidade partilha
um espaço de vida em comum e adota conscientemente o projeto de
transformar a cidade numa grande casa solidária, com o objetivo de
diminuir o impacto sobre o meio ambiente. Nesta oficina desafiamos os
participantes a pensar e a desenhar sobre as ruas, as avenidas e as
atitudes de uma cidade como esta.

 

Conceção e orientação: Equipa Caleidoscópio