Mais Eventos

3º EDIÇÃO OPEN HOUSE PORTO: A ARQUITETURA DE PORTAS ABERTAS A 1 E 2 DE JULHO

Porto, Gaia e Matosinhos

Open House Porto – 1 e 2 de Julho 2017 from Casa da Arquitectura on Vimeo.

 

 

 

OPEN HOUSE PORTO

1-2 JULHO 2017

 

 

Depois do enorme sucesso das duas primeiras edições, com 11 000 visitas realizadas em 2015 e 30 000 em 2016, a terceira edição do Open House Porto já tem data marcada. Nos dias 1 e 2 de julho um vasto conjunto de espaços do Porto, de Gaia e de Matosinhos vão abrir as suas portas, mostrando a excelência do património arquitetónico das três cidades. Para esta edição está previsto um roteiro com 60 espaços, mais nove do que a edição anterior.

 

Organizado e produzido em exclusivo pela CASA DA ARQUITECTURA-Centro Português de Arquitectura, o Open House Porto 2017 é comissariado pelos arquitetos Paula Santos e Ivo Poças Martins.  A Trienal de Arquitectura de Lisboa, coprodutora nas duas primeiras edições ficará, a partir desta edição, associada ao evento enquanto Parceira Institucional. A organização do Open House Porto agradece à Trienal de Arquitectura de Lisboa todo o empenho e dedicação na implementação desta iniciativa no Porto, à qual dará seguimento com o compromisso de inovar e melhorar em cada edição.

Contando com a parceria estratégica da Câmara Municipal do Porto, e com a colaboração das câmaras municipais de Gaia e de Matosinhos, o Open House Porto pretende consolidar-se como um dos momentos culturais mais significativos do ano. Para que cada edição possa ser original e irrepetível, o roteiro definido por Paula Santos e Ivo Poças Martins proporá uma nova abordagem para a descoberta de lugares e espaços “que, no seu conjunto, peça a peça, transformam o contexto urbano onde se inserem”.

 

Paula Santos é arquiteta, licenciada pela Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP). Foi professora de projeto na Universidade Lusíada de 1997 a 2006, e Professora convidada do Departamento de Arquitectura da FCT da Universidade de Coimbra, de 2008 a 2013. Constituiu escritório próprio e a empresa paula santos-arquitectura lda, em 1998, no Porto, tendo obtido o primeiro prémio em diversos Concursos Públicos e por convite.  Foi agraciada com o título de Grande Oficial da Ordem de Mérito pelo Presidente da República Dr. Jorge Sampaio e é atualmente estudante de Doutoramento no Colégio das Artes da Universidade de Coimbra.

 

Ivo Poças Martins é arquiteto, licenciado e investigador pela Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP). Paralelamente à investigação académica, integrado no CEAU da FAUP, tem mantido desde 2003 a atividade de projeto no escritório Ivo Poças Martins e Matilde Seabra, arquitetos. É fundador e coeditor do fanzine Friendly Fire de arquitetura e cultura urbana. Foi membro da equipa de redação do Jornal Arquitectos entre 2012 e 2015 e integrou, como Curador Assistente, a equipa da 4ª edição da Trienal de Arquitectura de Lisboa. Desenvolve, atualmente, a sua tese de Doutoramento pelo Programa de Doutoramento em Arquitetura da FAUP.

 

A par com o roteiro definido pelos comissários, decorrerá, à semelhança da edição anterior, um conjunto de ações paralelas denominadas “Programa Plus” que voltará a apostar, entre outros momentos, na dinamização de visitas que pretendem valorizar a acessibilidade, a inclusão e as famílias.

O quarteirão Real Vinícola, espaço onde a CASA DA ARQUITECTURA (CA) terá as suas futuras instalações, será um dos espaços do roteiro 2017. Apesar de verificados alguns atrasos em obra e estando agora confirmado o adiamento da sua abertura ao público para o final de outubro de 2017, estará de portas abertas durante todo o fim-de-semana Open House Porto.

 

 

LINHAS CURATORIAIS

OPEN HOUSE PORTO 2017

 

Este será o terceiro ano consecutivo do OPEN HOUSE PORTO, desta vez organizado em exclusivo pela Casa da Arquitectura. Dois dias dedicados à  arquitectura em visitas de portas abertas a todos os curiosos, em três cidades – Porto, Matosinhos e Gaia.

 

Ver a cidade e as suas entranhas, aquilo que está fora e dentro das suas paredes é o que o OPEN HOUSE propõe, e tem sido, nas edições anteriores, uma experiência surpreendente e memorável a que queremos dar continuidade.

 

A nossa proposta para a edição deste ano reúne um conjunto de obras ecléticas- tanto na época da sua construção como nos seus usos-, na mesma medida da diversidade urbana e da sua mutação mais recente. Essa mistura, e a complexidade dela­ resultante, é demonstrativa daquilo que transforma as cidades em corpos vivos e inclusivos. As cidades passaram a desenvolver-se a partir de iniciativas pontuais de escalas variadas, sugerindo percursos, atmosferas e vivências nos espaços intersticiais. Há, por isso, uma relação de proximidade entre a maioria dos exemplos escolhidos que permite perceber a influência destas intervenções na rua, no bairro, no quarteirão, na freguesia. Isto é tanto mais válido quanto maior é a pressão turística e o interesse do sector imobiliário nos centros históricos, pelo imperativo de oferecer novas perspectivas sobre uma região e a necessidade de procurar novas áreas para a sua mudança.

 

Sedimentando o legado das edições anteriores, veremos algumas repetições, aquelas que do ponto de vista da arquitectura são incontornáveis, autênticos monumentos contemporâneos aos quais nunca é demais regressar, como as primeiras obras de Álvaro Siza em Matosinhos ou a Casa da Música no Porto. Juntam-se referências históricas de extraordinária beleza como o Mosteiro da Serra do Pilar ou a Igreja dos Grilos. Veremos algumas obras cuja existência sempre conhecemos, mas que nunca conseguimos ou arriscamos visitar, como o Hospital Conde Ferreira, o Cemitério do Prado do Repouso, o túnel de caminho de ferro desactivado entre S. Bento e Campanhã ou a Torre de Retransmissões do Monte da Virgem. Completam esta lista algumas estruturas novas que dão um sentido de modernidade e sofisticação às zonas onde se inserem como o Metro do Porto, o I3S, ou a recuperação da Real Viní­cola para Casa da Arquitectura. Pelo caminho, em Gaia, Matosinhos e Porto, dos edifí­cios da Baixa comercial burguesa às ilhas reactivadas, revelam-se as mais recentes formas de habitar, casas inesperadas e em locais improváveis.

 

De portas abertas e com visitas orientadas por especialistas, pelos próprios autores e pela equipa de voluntários, calcorrear de uma obra para outra, durante um fim de semana, tornará o Open House numa autêntica festa destas três cidades.

 

Paula Santos

Ivo Poças Martins

 

SOBRE O OPEN HOUSE

O Open House é um evento internacional de promoção da arquitetura e património edificado, criado em Londres por Victoria Thornton. Com mais de 20 anos de história, este evento estende-se atualmente a mais de 30 cidades em todo o mundo, tendo como objetivo dar a conhecer e estimular o interesse de todos pela arquitetura de excelência através de visitas gratuitas a edifícios das mais variadas épocas e tipologias, cuidadosamente selecionados pela sua relevância arquitetónica e histórica.

 

COMO FUNCIONA O OPEN HOUSE PORTO

O público é convidado a criar um itinerário de visitas durante o fim-de-semana. Os espaços têm diferentes horários de abertura e existem três tipos de visita: livre, acompanhada por voluntários e comentada por especialistas.
A maioria dos espaços não exige reserva pelo que as visitas são organizadas por ordem de chegada. Contudo, pelas suas características, alguns locais exigem pré-marcação.
O evento conta com uma vasta equipa de voluntários presente em cada local para informar, aconselhar e acompanhar as visitas regulares.
Em cada espaço é entregue o guia e o mapa do Open House Porto.

 

Organização e Produção
CASA DA ARQUITECTURA
Parceiro Estratégico
Câmara Municipal do Porto
Parceiros:
Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia
Câmara Municipal de Matosinhos
Parceiros Institucionais
Trienal de Arquitectura de Lisboa
Fundação Serra Henriques
Patrocinador
Otiima

Marcas Associadas

Telpark

Via Verde

Parceiros Media

RTP
Antena1
Porto Canal
Transporte Oficial
Metro do Porto
Programa Caleidoscópio
ACAPO – Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal
Arkiplay

Companhia Instável

CEAU-FAUP
Hands to discover
Apoios à divulgação
AMAG magazine and books
Turismo do Porto e Norte de Portugal
Câmara Municipal de Gondomar
Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto

Building Pictures
Fundação da Juventude

Infraestruturas de Portugal
PÁGINA OFICIAL DO EVENTO
WWW.OPENHOUSEPORTO.COM

 

Spot Rádio com apoio da ANTENA 1, para ouvir Clique