AS CONFERÊNCIAS DA CASA DA ARQUITECTURA

 

Falemos de casas como quem fala da sua alma,

entre um incêndio,

junto ao modelo das searas,

na aprendizagem da paciência de vê-las erguer

e morrer com um pouco, um pouco de beleza

 

                                        Herberto Helder, A colher na boca

 

Os versos de Herberto Hélder inspiraram, de algum modo, o tema das nossas primeiras Conferências da Casa. Convidámos um filósofo (Julián Santos Guerrero, professor de Estética na Faculdade de Filosofia da Universidade Complutense de Madrid), um escritor (Gonçalo M. Tavares, autor emergente e de grande fecundidade que escreveu, entre outros, O Senhor Walser) e um arquitecto (Paulo Mendes da Rocha, prémio Pritzker e autor do projecto para o Museu dos Coches, em Lisboa).

Juntámos três palavras: projecto, programa, problema. As três têm em comum o pro-, um étimo que significa ‘aquilo que está por diante’. Numa fase em que procuramos delinear um programa para a Casa da Arquitectura, em que o projecto da futura sede da Casa está já a ser elaborado pelo arquitecto Álvaro Siza, sabemos que temos por diante vários problemas, vários obstáculos que só os melhores podem ajudar-nos a pensar e a ultrapassar.

Cada um dos nossos convidados olhou a casa desde a sua perspectiva. Ao filósofo interessa sondar os fundamentos, interrogar a ideia de ‘casa’. Foi o que fez Julián Santos que, no seu estilo desconstrutivo, percorreu o conceito de casa na nossa cultura e o enorme peso simbólico que nela assume.

Gonçalo M. Tavares falou dos livros do seu ‘bairro’ e do seu ‘reino’, centrando-se no lugar um pouco afastado do bairro (na verdade, já em plena floresta) onde o Senhor Walser decidiu construir a sua casa. E falou das grandes expectativas de Walser em relação à sua casa nova e das coisas estranhas que aconteceram no dia da inauguração.

O arquitecto Paulo Mendes da Rocha, no seu estilo expressivo e profundo deu uma magnífica lição de arquitectura às cerca de 800 pessoas que quase encheram o grande auditório da Exponor.

Até ao final do ano pensamos publicar as três conferências.

CLOSE
CLOSE