CASA DIGITAL: UMA JANELA PARA A ARQUITECTURA

O encerramento da Casa da Arquitectura (CA) devido à pandemia do coronavírus Covid-19 no passado dia 12 de março, permitiu reforçar a oferta de conteúdos digitais e disponibilizá-los a um público ainda mais alargado.

 

A aposta no digital durante o período de confinamento fez-se sob o hashtag #aCasaemcasa e registou uma enorme adesão, reforçando o papel do digital e do registo audiovisual na aproximação da arquitetura a novos públicos.

 

Apesar de fechada ao público, a Casa manteve-se “aberta” através das redes sociais e de um pacote de novas propostas destinadas a dar visibilidade à instituição e à Exposição “Souto de Moura – Memória, Projectos, Obras”.

 

Imediatamente a seguir ao fecho de portas, a Casa disponibilizou uma visita virtual às suas instalações, permitindo dar continuidade ao contacto com a mostra ali patente.

 

Souto de Moura é, de resto, um dos arquitetos visados na série de pequenos filmes produzidos pela Casa sobre obras de autores cujo acervo se encontra ao cuidado do Arquivo da Casa e que se encontram em exibição na RTP, no âmbito de uma parceria com a televisão pública.

 

Os pequenos filmes retratam obras de Eduardo Souto de Moura e Gonçalo Byrne, entre outros, desde o desenho até à sua materialização física e estão a ser exibidos nas emissões da RTP1, RTP 3 e RTP Internacional.

 

Ainda com o objetivo de dar a conhecer o acervo guardado no Arquivo da Casa, foi criada uma rubrica intitulada “Arquivo em Série” que dá a conhecer, nas redes sociais da Casa, pormenores de obras de diferentes autores.

 

A aposta da Casa no digital refletiu-se num aumento substancial de seguidores e de visualizações nas suas redes sociais.

 

A página de Youtube da Casa da Arquitectura, que aloja atualmente mais de 170 vídeos correspondentes a dois anos de atividade, foi a que registou o mais expressivo aumento de seguidores, na ordem dos 60% no espaço de três meses. Este impulso deve-se em parte à estreia do novo canal Studio Casa, lançado em março e que disponibiliza semanalmente conteúdos próprios e exclusivos. Trata-se de entrevistas a um conjunto de dez personalidades brasileiras  – arquitetos, artistas e outros convidados que passaram pela Casa durante o ano passado –  feitas por jornalistas, arquitetos, críticos e curadores nas suas instalações.

 

Os vídeos do Studio Casa estão também disponíveis na Plataforma Archdaily Brasil, parceiro da Casa. Considerado o site de arquitetura mais visitado do mundo, com 13,6 milhões de visitas mensais, o Archdaily disponibiliza as entrevistas do Studio Casa quase em simultâneo, tornando acessíveis a um público ainda mais vasto os conteúdos da Casa.

 

Nos últimos três meses, a página de Youtube da Casa registou 12 110 visualizações dos seus vídeos, mais de metade dos quais de utilizadores estrangeiros.

 

O interesse crescente pela oferta de conteúdos da Casa estendeu-se a todas as plataformas digitais: a rede social Instagram subiu 10% e o Facebook registou um reforço de 4,52% de seguidores entre março e junho. A conta Twitter da Casa da Arquitectura subiu 13,64%.