EXPOSIÇÃO “INFINITO VÃO: 90 ANOS DE ARQUITETURA BRASILEIRA” VIAJA ATÉ SÃO PAULO PARA MOSTRA NO SESC 24 DE MAIO

A exposição “Infinito Vão: 90 Anos de Arquitetura Brasileira”, que esteve patente na Casa da Arquitectura (CA) – Centro Português de Arquitectura, vai viajar até São Paulo para uma mostra no SESC 24 de Maio que é inaugurada a 14 de abril e ali fica patente até 24 de junho.

 

Idealizada pela CA e com curadoria de Fernando Serapião e Guilherme Wisnik, “Infinito Vão” é o resultado de um processo de dois anos de trabalho que a Casa da Arquitectura levou a cabo no Brasil, reunindo um património com mais de 200 doações que integra o acervo permanente da Casa.

 

“Infinito Vão – 90 Anos de Arquitetura Brasileira” congrega 90 projetos de autores fundamentais para a compreensão da produção brasileira, sendo metade referentes ao período moderno e as restantes ao período contemporâneo. A exposição compreende um período de nove décadas de produção arquitetónica brasileira, desde a conclusão da primeira das três casas modernistas de Gregori Warchavchik – a Casa da Rua Santa Cruz, concluída em 1928 – até ao presente.

 

Entre os autores selecionados destacam-se Lucio Costa, Oscar Niemeyer, Affonso Eduardo Reidy, MMM Roberto, Sergio Bernardes, Roberto Burle Marx, Vilanova Artigas, Lina Bo Bardi, Rino Levi, Severiano Mario Porto, João Filgueiras Lima (o Lelé) e Paulo Mendes da Rocha, entre muitos outros. A maior parte dos desenhos originais destes autores estão no acervo de coleções públicas e privadas (faculdades, fundações e instituições brasileiras), com quem os curadores, em nome da Casa da Arquitectura, realizaram um acordo a fim de acomodar em Matosinhos um acervo de cópias autenticadas e autorizadas de projetos selecionados. A maior parte da coleção é dedicada à fase contemporânea, que compreende o período dos anos de 1980 até os dias atuais. Esta porção da coleção é constituída por criações de profissionais de gerações mais jovens e em plena atividade, como Marcos Acayaba, Brasil Arquitetura, Angelo Bucci, Andrade Morettin e Carla Juaçaba, entre outros.