José Manuel Dias da Fonseca é o novo presidente da Casa da Arquitectura-Centro Português de Arquitectura

anuncio_novos membros_janeiro 2017

 

José Manuel Dias da Fonseca é o novo presidente

da Casa da Arquitectura-Centro Português de Arquitectura

 

Órgãos sociais recompostos na sequência do falecimento de Guilherme Pinto

 

O presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Eduardo Pinheiro, designou José Manuel Dias da Fonseca para a presidência da Casa da Arquitectura-Centro Português de Arquitectura, cumprindo uma das prorrogativas que os estatutos da instituição atribuem à autarquia. Dias da Fonseca presidiu até aqui à Assembleia Geral da Associação Casa da Arquitectura, substituindo agora Guilherme Pinto na presidência da instituição, na sequência do falecimento, a 8 de janeiro, do ex-presidente da Câmara Municipal de Matosinhos.

 

José Manuel Dias da Fonseca, recorde-se, presidiu à Fundação Casa da Música durante nove anos, tendo sido também presidente da AICEP. Licenciado em Economia, foi vereador da Cultura da Câmara Municipal de Matosinhos e é atualmente group chief executive da seguradora MDS. Foi ainda presidente da Real Vida Seguros e ocupa cargos em diversas instituições nacionais e internacionais.

 

Confirmando que José Manuel Dias da Fonseca aceitou já o desafio de presidir à Casa da Arquitectura, Eduardo Pinheiro sublinha que, “para além de ser um dos matosinhenses mais ilustres e capacitados, e com um contributo indiscutível para a afirmação cultural de Matosinhos”, Dias da Fonseca “tem o reconhecimento necessário para dirigir o maior projeto da área da divulgação e promoção da arquitetura em Portugal, que sempre acompanhou”. “A sua presidência é para mim uma garantia suplementar de sucesso da Casa da Arquitectura-Centro Português de Arquitectura”, concretiza o presidente da Câmara Municipal de Matosinhos.

 

Trata-se de alguém com um grande conhecimento do projeto e que, para além disso, tem uma forte ligação à arquitetura, assegurando não apenas a continuidade do projeto, mas também a ambição e o prestígio nacional e internacional de que a instituição já beneficia”, sublinha o diretor executivo da Casa da Arquitectura-Centro Português de Arquitectura, Nuno Sampaio.

 

A recomposição dos órgãos sociais da Casa da Arquitectura implica ainda que o presidente da Câmara Municipal de Matosinhos presida doravante à Assembleia Geral da instituição, que passará também a contar com o presidente da Metro do Porto, Jorge Moreno Delgado, e com o arquiteto Gonçalo Byrne. Na comissão executiva mantêm-se o diretor, Nuno Sampaio, e o vereador da Cultura da Câmara Municipal de Matosinhos, Fernando Rocha, continuando a direção a contar com os representantes das câmaras municipais do Porto e de Gaia, da APDL, AEP e Ordem dos Arquitectos, e ainda, Carlos Guimarães.

 

Fica, deste modo, assegurada a continuidade das linhas programáticas do projeto”, considera Nuno Sampaio.

 

ÓRGÃOS SOCIAIS CASA DA ARQUITECTURA

 

ASSEMBLEIA GERAL

Presidente: Eduardo Pinheiro em representação do Município de Matosinhos
Vice-Presidente: Jorge Moreno Delgado, em representação da Metro do Porto, S.A.
Secretário: Gonçalo Nuno Pinheiro de Sousa Byrne

 

DIREÇÃO
Presidente: José Manuel Queiróz Dias da Fonseca
Secretário e Diretor Executivo: Nuno Miguel Cabral de Almeida Sampaio
Tesoureiro: Fernando Manuel da Silva Alves da Rocha

Vogais:
José Valentim Pinto Miranda, em representação da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia
João Santa-Rita Fernandes, em representação da Ordem dos Arquitectos
Emílio Fernando Brogueira Dias, em representação da APDL-Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, S.A.
Gonçalo Manuel Lencastre Silos de Medeiros, em representação da AEP-Associação Empresarial de Portugal
Manuel Correia Fernandes, em representação da Câmara Municipal do Porto
Carlos Alberto Esteves Guimarães

 

CONSELHO FISCAL
Presidente: João Francisco da Silva Alves Ribeiro, em representação da Universidade do Porto
Vogal: Sandra Marina Conde do Amaral, em representação de Cruz, Pereira, Amaral & Associado, SROC
Vogal: Suzanne Maree Cotter, em representação da Fundação de Serralves

 

 

A Casa da Arquitectura-Centro Português de Arquitectura é, recorde-se, um projeto de âmbito nacional dedicado à divulgação, ao arquivo e à valorização da arquitetura. No seu acervo estão já representados, entre outros, projetos e maquetas dos três Prémios Pritzker de língua portuguesa: Álvaro Siza Vieira, Eduardo Souto de Moura e Paulo Mendes da Rocha. A 16 de junho abrirá portas, com a exposição “Poder: Arquitectura”, a nova casa da instituição, um espaço com 4.700 metros quadrados no antigo quarteirão industrial da Real Vinícola, que está a ser totalmente reabilitado.

 

A última das visitas à obra em curso terá lugar no próximo dia 4 de fevereiro, pelas 15h30, devendo contar com a presença de José Manuel Dias da Fonseca e de Eduardo Pinheiro.