Eventos

Mais Eventos

PATRIMÓNIO ARQUITETÓNICO E DOCUMENTAL EM DEBATE NA CASA DA ARQUITECTURA

Paula Silva (PT), Diretora-Geral do Património Cultural, e os arquitetos Gonçalo Byrne (PT) e Washington Fajardo (BR) debatem no próximo dia 19, às 17h00, na Biblioteca da Casa da Arquitectura (CA) – Centro Português de Arquitectura os desafios que se levantam na classificação e manutenção do património edificado e a importância da divulgação do património documental.  A moderação estará a cargo do arquiteto José Fernando Gonçalves.

 

Entrada livre, sujeita à lotação da sala. Ingressos podem ser levantados na bilheteira a partir de dia 12.

A Biblioteca da CA não tem condições de acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida.

 

 

Este encontro entre arquitetos e responsáveis por instituições dedicadas ao arquivo de acervos e espólios de arquitetura portugueses e brasileiros acontece no âmbito do programa paralelo da exposição Infinito Vão – 90 anos de arquitetura brasileira, patente na CA até 28 de abril.

 

Paula Silva é Diretora-Geral do Património Cultural (DGPC). Licenciada em Arquitetura pela Escola Superior de Belas Artes do Porto e mestre em Arqueologia pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho, foi diretora regional do Porto do ex-Instituto Português do Património Arquitetónico (IPPAR), de 2006 a 2007, e diretora de Bens Culturais da Direção Regional de Cultura do Norte, de 2008 a 2009, e, posteriormente, diretora Regional da Cultura do Norte, de 2009 a 2013. Antes de iniciar as atuais funções, chefiava a Divisão Municipal de Museus e Património Cultural da Câmara Municipal do Porto.

 

Washington Fajardo é arquiteto e urbanista pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Loeb Fellow pela Harvard Graduate School of Design. Foi Presidente do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade, o órgão de tutela do patrimônio cultural da cidade, e Assessor Especial do Prefeito para Assuntos Urbanos, de 2009 até 2016, durante o período de preparação da cidade para receber os Jogos Olímpicos. Colaborou diretamente na transformação da região portuária do Rio.
Autor de projetos premiados como a requalificação do mercado do “Ver-O-Peso”, em Belém do Pará; a concepção do teatro multi-uso Arena Carioca da Pavuna e a concepção da reabilitação do antigo cinema Imperator em um novo centro cultural. Criou o Centro de Design Carioca, na Praça Tiradentes e coordenou a criação do Circuito da Herança Africana. Colabora com os jornais “O Globo” e “El País Brasil”.

 

Gonçalo Byrne diplomou-se em Arquitetura na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa em 1968.Autor de uma vasta obra, várias vezes premiada a nível nacional e internacional, a sua produção tem mostrado particular relevo nos planos patrimonial e cultural. Do seu vasto currículo, constam dezenas de obras, em Portugal e no estrangeiro, incluindo habitação, renovação urbana, equipamentos urbanos, laboratórios e universidades. Professor catedrático, convidado em Portugal e no estrangeiro, recebeu em 2005 o doutoramento Honoris Causa pela Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa.

 

José Fernando Gonçalves ingressa no curso de Arquitetura da ESBAP em 1982. Faz estágio em 1988 no âmbito do Centro de Estudos da FAUP, em “Recuperação de Património Arquitectónico no Concelho de Carrazeda de Ansiães”. Licenciatura em Arquitetura pela FAUP em 1988, com média final de 15 valores. Realiza as Provas de Aptidão Pedagógica e Capacidade Científica no DARQ da FCT – UC em Fevereiro de 1996 com a classificação de Muito Bom. Doutoramento em “Proyectos Arquitectónicos” na Universidade Politecnica da Catalunha, em Março de 2007, com a classificação de ‘Sobresaliente cum laude’. Presidente do Departamento de Arquitetura da FCT-UC, entre 2008 e 2009. Diretor do Departamento de Arquitetura da FCT-UC em 2009/2010. Presidente da OASRN entre 2010 e 2013.