Mais Eventos

“PODER ARQUITECTURA” É A EXPOSIÇÃO INAUGURAL DA CASA DA ARQUITECTURA

Aberta ao público de 18 de novembro 2017 a 18 de março 2018

Poder Arquitectura” é a exposição inaugural da Casa da Arquitectura que abre ao público as portas das suas novas instalações, no renovado Quarteirão da Real Vinícola em Matosinhos, nos dias 17, 18 e 19 de novembro próximo. Comissariada pelos arquitetos Jorge Carvalho, Pedro Bandeira e Ricardo Carvalho, a exposição vai ocupar os cerca de 800 metros quadrados da Nave Expositiva com uma proposta de reflexão em torno de “oito poderes que se alinham, infletem e divergem entre si”.

 

Para os comissários, “o poder na arquitectura é um tema fundamental para questionar o modo como a sociedade contemporânea e a arquitectura trabalham em conjunto”. E prosseguem: ” A Arquitectura não é apenas a expressão de um único poder. Reflecte e trabalha a partir de vários poderes. Decidimos por isso isolar aqueles que parecem clarificar esta cartografia complexa. Deste modo surge o poder colectivo, o regulador, tecnológico, económico, doméstico, cultural, mediático e o ritual. No lastro longo da relação entre homem e natureza, cultura e tecnologia estes poderes desempenharam forças de intensidade variável na produção de artefactos arquitectónicos e no desenho da cidade e do território. Hoje, face a uma importância polí­tica que desculpa e valida decisões que lesam a coisa pública e o significado das comunidades, parece haver lugar para uma nova reflexão sobre o poder”, lê-se no texto de abertura do livro que acompanha a Exposição, uma coedição da Casa da Arquitectura e da editora suíça Lars Müller.

 

Aberta ao público de 18 de novembro de 2017 a 18 de março de 2018 na Nave Expositiva da Casa da Arquitectura, “Poder Arquitectura” reúne fotografias, maquetas, livros, desenhos, ví­deos, revistas, postais e outros materiais em torno de uma centena projetos de arquitetura construí­dos à volta do mundo.

 

Os Comissários

 

Jorge Carvalho é arquiteto pela Faculdade de Arquitectura do Porto. Em 1991 fundou, com Teresa Novais, o atelier aNC arquitectos, cujas obras têm sido premiadas, publicadas e apresentadas internacionalmente. É Professor Auxiliar Convidado do Departamento de Arquitectura da Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade de Coimbra. Como autor de textos, o seu campo de interesse é a arquitetura contemporânea.

 

Pedro Bandeira é arquiteto pela Faculdade de Arquitectura do Porto, investigador (LAB 2PT) e Professor Associado na Escola de Arquitectura da Universidade do Minho. É autor de vários livros sobre arquitetura: “Projectos Especí­ficos para um Cliente Genérico” (2006), “Escola do Porto Lado B (1868-1978)” (2014) – Prémio de Crítica e Ensaí­stica de Arquitectura AICA 2015 e “Arcosanti 2012″ (2017).

 

Ricardo Carvalho é arquiteto pela Faculdade de Arquitectura de Lisboa e doutorado em arquitetura pelo IST da Universidade de Lisboa. Fundou o atelier Ricardo Carvalho + Joana Vilhena Arquitectos em 1999. É Professor e atual diretor do Departamento de Arquitectura da Universidade Autónoma de Lisboa e foi Professor Visitante nas Universidades de Navarra, Espanha (2013) e Carleton, Canadá (2016). Escreve regularmente sobre arquitetura.

 

Créditos das imagens

Poder Económico: GAD Architecture | Mercado de Peixe, Besiktas, Turquia – Foto Alp Eren

Poder Doméstico: Michael Maltzan | Star Apartments, Los Angeles, EUA – Foto Iwan Baan

Poder Cultural: Witherford Watson Mann Architects | Renovação do Astley Castle, Warwickshire, Inglaterra – Foto Philip Vide

Poder Mediático: Johnston Marklee+Nuno Brandão Costa+Office KGDVS | Pavilhão da Trienal de Arquitectura de Lisboa 2016, Lisboa, Portugal – Foto Tiago Casanova

Poder Ritual: Álvaro Siza | Igreja Anastasis, St. Jacques de la Lande, França – Foto Nicoló Galeazzi

Poder Colectivo: Design Workshop | Wairwick Junction, Durban, África do Sul – Foto DesignWorkshop

Poder Regulador: João Luís Carrilho da Graça | Terminal de Cruzeiros, Lisboa, Portugal – Foto Rita Burmester

Poder Tecnológico: Eduardo Souto de Moura | Edifício Barragem do Tua, Portugal – Foto Tiago Figueiredo

 

CLOSE
CLOSE