18 maio 2024

Visita às Casas Rainha Dona Leonor

A Câmara Municipal do Porto e a Casa da Arquitectura juntaram-se para desenvolver entre fevereiro e julho de 2024, o evento “Porto de Arquitetura”, um ciclo de visitas de arquitetura gratuitas e abertas ao público mediante inscrição prévia, que vão decorrer num conjunto de oito edifícios da cidade representativos da mais recente arquitetura contemporânea aqui desenvolvida.
Cada visita surge acompanhada de uma conversa com os arquitetos autores e outras personalidades ligadas aos espaços que vai permitir conhecer o processo de conceção, construção e recuperação das obras de um modo privilegiado.

18 de maio
16h00
Visita às Casas Rainha Dona Leonor

Visita conduzida por Cerejeira Fontes Arquitectos  – Inscrições aqui

17h00
Conversa "Nova habitação social na cidade" - Inscrições aqui
Com
Filipa Melo, Vice-Presidente do Conselho de Administração da Domus Social
Inês Lobo, arquiteta
Olga Feio, coordenadora da Gestão de Projeto da Domus Social, EM.
Ana Silva Fernandes, arquiteta (mod)

Terminadas em 2019, as Casas Rainha Dona Leonor tiveram como objetivo fundamental da Câmara Municipal do Porto a construção de habitação social de elevada qualidade, em substituição dos edifícios degradados que existiam anteriormente no local.
Os dois novos edifícios, implantados paralelamente, são constituídos por 70 casas, T1 a T4 (incluindo duplex), onde residem cerca de 148 habitantes.
As circulações horizontais comuns, que ligam os dois edifícios, dão acesso às entradas das habitações.
O bairro Municipal Rainha Dona Leonor é uma referência em termos energéticos, tendo obtido a classificação energética A+.


Data projeto e conclusão obra 2015-2019
Autor arquitetura: Cerejeira Fontes Arquitectos
Morada: Rua 1 do Bairro Rainha D. Leonor

Biografias

André Fontes tem Doutoramento em Arquitectura desde 2018, Mestrado em Planeamento Urbano desde 2003 e é arquiteto desde 1999 e Engenheiro Civil desde 1992. É sócio fundador da Imago – Atelier de Engenharia e Arquitectura, Lda (mais conhecida como Cerejeira Fontes Arquitectos) em Braga, Portugal desde 1996. É ainda sócio fundador da Cerejeira Fontes Aarsland Arkitektur em Bergen, Noruega desde 2019. E, desde 2022, a Cerejeira Fontes Arquitectos tem representação em Maputo – Moçambique e em Massachusettes – Estados Unido da América. A sua carreira profissional, além de arquitecto, passa também pelo ensino universitário, pois é professor na Bergen Arkitekthøgskole (BAS) e na Universidade do Minho, palestrante em diversas conferências nacionais e internacionais e investigador FCT no Lab2PT – Laboratório de Paisagem, Património e Território na Universidade do Minho. É membro coordenador do LAHB – Laboratório de Habitação Básica e membro do Comité Científico do Congresso Iberoamericano Ciudad Sostenible. Ao longo da sua carreira profissional foi distinguido com diversos prémios tais como Archdaily Building of the Year 2019 e 2011, Menção especial AADIPA – European Award for Architectura Heritage Intervention em 2019 e o International Prize for Young Architecture em 2013 pelo International Committee Architecture Critics. Em 2018 venceu o concurso para uma Estação do Metro de Oslo com a Flytårnet Station linha Fornebu, Oslo – Noruega com 5000m2 e no valor de 51.000.000,00€ em parceria com Mestres Wåge Arkitekter e José Gigante Arquitectos, Lda. Em 2019 o seu trabalho Ilha da Belavista foi selecionado a participar na Bienal de Veneza 2020 (adiada para 2021).

António Jorge Fontes está a realizar Doutoramento em Arquitectura, Pós-graduado em Planeamento Urbano desde 2003 e é arquiteto desde 2000 e Engenheiro Civil desde 1991. É sócio fundador da Imago – Atelier de Engenharia e Arquitectura, Lda (mais conhecida como Cerejeira Fontes Arquitectos) em Braga, Portugal desde 1996. É ainda sócio fundador da Cerejeira Fontes Aarsland Arkitektur em Bergen, Noruega desde 2019. E, desde 2022, a Cerejeira Fontes Arquitectos tem representação em Maputo – Moçambique e em Massachusettes – Estados Unido da América. A sua carreira profissional, além de arquiteto, passa também pelo ensino universitário, pois foi professor convidado na Bergen Arkitekthøgskole (BAS) e na Universidade do Minho e atualmente é professor convidado na Escola de Arquitectura, Arte e Design da Universidade do Minho. É também palestrante em diversas conferências nacionais e internacionais, orientador em workshops internacionais, por exemplo na Sicília, Itália e na Bélgica; investigador FCT na Universidade do Minho para a Habitação e Cidade e investigador do Centro de Estudos Ciências Sociais CICS Nova da Universidade do Minho. É membro coordenador do LAHB – Laboratório de Habitação Básica, membro do Comité Científico do Congresso Iberoamericano Ciudad Sostenible e membro na rede Hispano Americana do Conselho Científico de Arquitectura. Em 2021, foi júri na 5ª Edição do AADIPA – European Award for European Heritage. Colabora em textos sobre a problemática da Cidade Actual em parceria com Fernando Matos Rodrigues e Marco Kamiya. Ao longo da sua carreira profissional foi distinguido com diversos prémios tais como Archdaily Building of the Year 2019 e 2011, Menção especial AADIPA – European Award for Architectura Heritage Intervention em 2019 e o International Prize for Young Architecture em 2013 pelo International Committee Architecture Critics. Em 2018 venceu o concurso para uma Estação do Metro de Oslo com a Flytårnet Station linha Fornebu, Oslo – Noruega com 5000m2 e no valor de 51.000.000,00€ em parceria com Mestres Wåge Arkitekter e José Gigante Arquitectos, Lda. Em 2019, o seu trabalho Ilha da Belavista foi selecionado a participar na Bienal de Veneza 2020 (adiada para 2021).

Parceiro Institucional

Parceiro Institucional

Rede Portuguesa de arte contemporânea

Rede Portuguesa de arte contemporânea

 

 

Parceiro Estratégico

Parceiro Estratégico

Mecenas

Mecenas

 

 

 

 

 

 

 
 

 <br> 

 
 

 <br> 

 
 

 <br> 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Parceiro Media

Parceiro Media

Transporte Oficial

Transporte Oficial

Fotografia Oficial

Fotografia Oficial

 

 

Cofinanciado por

Cofinanciado por